Email Marketing – The Pros And Cons of Marketing With Email

Many small businesses are considering jumping into the world of email marketing. Email marketing has many different advantages, but it also has a few drawbacks that you need to keep in mind. The truth is that when used in the correct fashion it can be an extremely powerful and cost effective way of promoting your business and producing more sales. Once you learn about the pros and cons of email, you will be able to begin your own campaigns and get started down the path towards increased success and profitability.

The Advantages of Email Marketing

There are several key benefits to running an email marketing campaign. One of the most important is how cost efficient is can be. There is no other form of direct marketing that is as cheap as email marketing is. A 2005 study by the Winterberry Group found that for every dollar spent on email marketing, $ 15.50 was earned in return. There is much relevant data pointing to email marketing having a superior ROI than telemarketing, direct mail campaigns, radio or billboard advertisements and more.

Another advantage that email has is that you can quickly get your message across, and you can reach your customers and prospects in a place where they are comfortable communicating. If you have an idea for a new sale or promotion for the upcoming weekend, you can inform all of your customers about that immediately. With print advertising, traditional direct mail or anything else, the turnaround time could have been days or possibly even a week or more.

One of the real strengths to running an email campaign is how effectively you can track the results that it produces. You will be able to see every click that is made to your website as a result of the email, and you will be able to see statistics such as how many people read the message, how many times they read it, if they ended up making a purchase and on down the line.

There is no other form of marketing or advertising that produces such an array of in-depth statistics. It's an invaluable way to track your marketing efforts, and make the most out of every dollar you put into promotion.

Finally, another important advantage to email marketing that you will want to remember is that it's the perfect way to convert prospects over a long period of time. No matter how great your products or services may be, not every person will be immediately ready to make a purchase or investment. Email marketing is the perfect tool to continue chipping away at those prospects over the long haul. By developing a relationship with each prospect and providing them with useful information, you will gain their trust and stay at the forefront of their mind.

The Disadvantages of Email Marketing

The largest disadvantage of email marketing is that so many people today are fed up with spam. All of our accounts are flooded with wasted emails everyday, and it's a worldwide plague of the largest scale. Because of this, many people are wary about opening up emails from businesses, or about trusting anything that they see in their inbox.

You can help combat this problem by being as transparent as possible. This means making it easy for people to see who is sending your message and what it's about. It also means ensuring that all of your email addresses are used with permission, and you never purchase a list or steal addresses from another website.

Another disadvantage with email marketing is that far too many small business owners or managers know how to make a campaign work for them. Perhaps they try using gimmicks or copying an email that somebody else sent out. However, a much more effective strategy is sticking within your own identity, playing to your strengths and providing your prospects and customers with exactly what they are looking for.

Making Email Marketing Work for You

The bottom line is that the benefits of email marketing far outweigh the disadvantages. It's all about learning how to run your own campaigns in the right way, and for maximum success there will be some trial and error as you traverse that path. By not utilizing email campaigns you're missing out on a huge opportunity to help your business become more efficient and more profitable.



Source by Christopher Mollo

A importância da ergonomia nas cadeiras de escritório para a saúde

Quando o assunto é ergonomia nas cadeiras de escritório, é preciso entender antes o conceito do tema ergonomia. A ergonomia é responsável por estabelecer uma adequação entre a pessoa que vai sentar em uma cadeira e a cadeira propriamente dita, esta terá que se adaptar às limitações, manter uma boa postura, regulagem de posição para cada indivíduo que irá fazer uso dela. Uma cadeira ergonômica irá preservar a saúde e o conforto do trabalhador.

A ergonomia surgiu quando os computadores começaram a fazer para do dia a dia dos escritórios, isso na década de 1980, quando eles chegaram, os móveis e cadeiras não eram adaptados para essa realidade, isso resultou nos distúrbios relacionados ao trabalho como as LER/DORTS que já são bastante conhecidas hoje como motivos de afastamento do emprego.

Hoje a norma que regulamenta os mobiliários e condições do posto de trabalho é a NR 17, ela traça diretrizes para escolha dos móveis de escritório, característica das cadeiras e muito mais. As indústrias, os escritórios devem ficar atentos a essa norma na hora de adquirir seus mobiliários.

O Trabalhador que fica sentado várias horas em uma cadeira de escritório que não respeitam as normas de ergonomia irá sofrer vários danos, por exemplo, nessa posição o indivíduo sofre uma pressão de 50% em seus discos vertebrais, pressão essa ele não sofrerá se estiver de pé. Portanto a posição sentada não é uma das melhores, se a pessoa não estiver em uma cadeira ergonômica. Cadeiras ergonômicas proporcionam uma série de regulagens para que o trabalhador não sofra tento com essa posição, permitindo essa alternância para que não fique desconfortável ao decorrer do dia.

Cadeiras que não são ergonômicas induzem posições erradas para quem a usa, ocasionando uma série de problemas principalmente na coluna, isso é o maior motivo de afastamento dos funcionários na maioria das empresas brasileiras. Esse problema ocorre hoje em dia devido a escolha errada nos mobiliários de escritório, muitos optam pela economia e estética na escolha das cadeiras, essa decisão pode custar mais caro, pois a cadeira errada acarretará não só um prejuízo na saúde da pessoa que a usa, mas como afastamento das funções do indivíduo que foi afetado por essa escolha errônea.

Os problemas mais comuns que ocorrem quando não se faz uso da cadeira adequada são a lombalgia, dor nas costas, hérnia de disco, escoliose e dor ciática. Alguns casos mais graves são passiveis de cirurgia.

Como escolher a cadeira correta

É muito importante a escolha da cadeira ideal, pois nela a é que se vai passar a maior parte do dia, a empresa deve oferecer conforto para seus funcionários e estes devem exigir condições favoráveis de trabalho, as cadeiras ergonômicas não só é um direito do funcionário, mas como um dever da empresa, caso contrário além de problemas de saúde que um trabalhador pode ter, as empresas podem sofrer sanções severas por falta de adequação de seus mobiliários e cadeiras.

Primeiramente para se escolher uma cadeira ergonômica, é necessário saber qual o tipo de trabalho será exercido nela, pois há postos de trabalhos diferentes. São modelos interlocutores que são cadeiras fixas, operacionais que são modelos mais simples, gerente onde seu encosto é médio, presidentes seu encosto é maior que uma gerente, por exemplo, cada modelo com uma particularidade.

Outro item que é importante são os rodízios, estes serão responsáveis por fazer a cadeira se locomover. Existem os de PU que são indicados para superfícies mais delicadas como porcelanatos e pisos laminados, existem também o em nylon que podem deslizar melhor sobre uma superfície que exista um revestimento de carpete.

Quando vai se adquirir uma cadeira, é importante ficar atento às suas regulagens, como regulagem de altura, regulagem dos braços, altura e inclinação do encosto, esses mecanismos irão permitir maior conforto quando se faz uso da cadeira.

A melhor maneira de ser escolher a cadeira correta, é testando cada modelo, conhecendo suas regulagens e funções, o item que permitir um conforto maior, que seja fácil sua locomoção, acesso aos objetos em uma mesa de escritório, por exemplo e que permita variar a posição dos braços, posição do encosto, pois o dia a dia requer várias trocas de posições e movimentos. Nunca escolha pela estética da cadeira, pode ser um modelo muito bonito e de visual moderno, mas pode dificultar as tarefas básicas que se precisa executar no ambiente de trabalho.

Como utilizar a cadeira corretamente

Adquirida a cadeira ergonômica, agora é hora de fazer uso. Primeiro ao sentar nela, regule a altura de modo que os pés de quem a usa fiquem totalmente apoiados no chão, caso não seja possível, pode-se fazer uso de um apoio para os pés. As dobras na parte superior do joelho devem ficar de 3 a 5 cm acima do assento, isso para não atrapalhar a circulação sanguínea.

Seu encosto deve permitir que a coluna fique protegida e encostada, mantendo um angulo de 100 a 110°, isso evita a pressão nos discos vertebrais.
Por fim regule os apoios de braços, de modo que os braços de quem a usa forme um ângulo de 90°, de modo que os cotovelos toquem levemente o braço da cadeira, isso irá facilitar no momento de uma digitação e quando a pessoa sair da cadeira, os braços irão servir de apoio.

As cadeiras ergonômicas não só ficarão em uma posição, mas podem mudar as os ajustes de acordo com o usuário, permitindo, por exemplo, que ele mova o ajuste de encosto em diferentes graus, isso sempre visando seu conforto durante o trabalho.

Comprar Loja Virtual para revender produto dos EUA Vale a pena?

A Internet vem oferecendo uma infinidade de possibilidade para se trabalhar e podendo ser até mesmo a partir de casa e comprar produtos importados para se revender na rede, pode ser o início para um empreendimento de vendas, de uma forma relativamente simples e com um investimento bem baixo.

Um negócio lucrativo

Esse tipo de negócio digital vem se destacando cada vez mais, e já tem até ensino, como é o caso do curso vendedor online internacional. Certamente é considerado um negócio muito lucrativo, onde são comprados produtos dos Estados Unidos ou até de outros lugares como China, por exemplo, são revendidos aqui no Brasil, por preços que podem alcançar um lucro para quem vende de até 100% ou até superar essa marca.

Os produtos mais vendidos na internet

No Brasil as mercadorias do comércio importados para revenda na internet, que são os mais vendidos são os produtos eletrônicos, entretanto, roupas, perfumes, brinquedos, suplementos alimentares são artigos conjuntamente mais procurados na internet. Se você quiser atuar nesse mercado, escolha o nicho ao qual mais se identifique e siga em frente.

Onde vender esses produtos

Ao iniciar esse meio de compras pela internet para a revenda, sempre procure conhecer seus fornecedores, seus prazos de vendas, se entregam aqui no Brasil, a forma de pagamento e principalmente a qualidade desses produtos, para assim, avaliar toda a negociação.

A venda na internet pode ser feita em leilões, usando o mercado livre, vendendo para clientes, amigos ou criando a sua própria loja virtual e revendendo esses produtos importados, usando um site pessoal. Esse comércio de produtos importados na internet é muito amplo.

Verificando a qualidade desses produtos

Para se ter êxito nesse tipo de revendas de produtos dos Estados Unidos pela internet, é necessário que se tenha conhecimento sobre essas mercadorias, as quais se pretende trabalhar, para que se possam responder as dúvidas dos clientes. Venda sempre produtos da melhor qualidade, para não haver reclamações após a entrega e com isso, clientes satisfeitos, voltarão para fazer novas compras.

Encontrando os fornecedores

Na internet se encontram bons sites para a revenda desses produtos dos Estados Unidos. O Ideal, de início é fazer pequenas compras, para se testar qual o melhor site de compras do exterior para a revenda. Tente o site compras no exterior para revender esses produtos. Sempre utilize formas seguras de pagamento como Pay pal ou cartões de crédito. É uma atividade, que com certeza, vale e muito a pena!

6 dicas para criar uma loja virtual

Não é nenhum segredo que o futuro do varejo tende para compras online. Se você ainda não o fez, provavelmente está pensando em levar seu negócio para internet, lançando um site de comércio eletrônico e uma loja online.

Se assim for, aqui estão algumas dicas para o processo que você precisa considerar, se você quiser maximizar seu investimento.

Os números das compras on-line

De acordo com pesquisa e dados disponíveis, os americanos gastaram US $ 222,5 bilhões em linha em 2012 (o último ano para o qual os números estão disponíveis), e espera-se gastar cerca de US $ 347,3 bilhões neste ano. Até 2018, esse número deverá atingir quase meio trilhão de dólares.

PUBLICIDADE

As vendas de comércio eletrônico  viram um crescimento ano-a-ano ao longo da última década e meia. Está ficando cada vez mais claro que o sucesso a longo prazo de qualquer varejo dependerá de quão bem ele possa incorporar uma capacidade de comércio eletrônico no plano de negócios.

Outras pesquisas indicaram que cerca de 71 por cento dos compradores acreditam que recebem melhores negócios quando fazem compras on-line, 80 por cento dos consumidores usaram a internet para comprar, e 50 por cento dos consumidores online são compradores de retorno.

Como empresário, você está aproveitando essas mudanças no setor de varejo? A menos que você já tenha um site de comércio eletrônico ou esteja se preparando para lançar um, você provavelmente não está fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para posicionar seu negócio para sucesso futuro.

Abaixo estão oito dicas projetadas para ajudá-lo a maximizar o desempenho do seu site de comércio eletrônico:

Concentre-se na personalização e na experiência do usuário.

Como os compradores on-line não podem tocar ou ver fisicamente seus produtos antes da compra, você precisa oferecer algo mais que os convence a tomar uma decisão de compra. Seu objetivo deve ser criar uma experiência orientada para o usuário que não tente apenas replicar a viagem de compras padrão, mas tenta substituí-la por algo novo e diferente. Enquanto as lojas físicas podem fazer coisas que não são possíveis on-line (principalmente, interações face-a-face), você pode fazer coisas que não podem. Por exemplo, você tem a capacidade de permitir que os clientes comparem e contrastem vários produtos com quase nenhum esforço antes da compra. Esse é um serviço personalizado que mostra que você se preocupa com a experiência do consumidor.

Encontre formas de integrar as mídias sociais.

Os negócios online mais bem-sucedidos são os que identificaram maneiras de integrar as redes sociais em suas iniciativas de comércio eletrônico. A pesquisa mostra que o comprador em linha médio é mais provável de fazer uma compra quando ele ou ela encontrou provas sociais para fazer backup da qualidade do produto ou serviço. Incorporar revisões e depoimentos sociais em seu site e páginas de produtos individuais é uma ótima maneira de empurrar as pessoas através do funil de conversão.

Investir fortemente na publicidade.

Enquanto você pode ter um nome bastante reconhecível em sua área geográfica local, a internet cobre uma vasta extensão, do seu estado de origem ao planeta inteiro, e você precisará investir fortemente em publicidade antecipada quando você iniciar um novo site de comércio eletrônico . Quando você está construindo seu site, descubra se seu provedor de hospedagem oferece créditos publicitários. Por exemplo, a FatCow dá aos novos usuários cerca de US $ 200 em créditos publicitários. Isso é suficiente para dar-lhe uma base sólida e permitirá que você atraia uma explosão inicial de tráfego.

Use o conteúdo visual de forma estratégica.

O conteúdo visual é incrivelmente importante para um site de comércio eletrônico. Você deve investir fortemente em fotografia de alta qualidade para cada lista de produtos individuais, bem como o layout de sua loja virtual. A nova tendência é que as páginas iniciais ofereçam imagens amplas e simples. O objetivo é fazer mais com menos e evitar a desordenação das suas páginas.
Utilize testes A / B. O teste dividido se tornará o seu melhor amigo quando você for um empresário de comércio eletrônico. O software de teste A / B permitirá que você analise o valor dos componentes individuais, estabelecendo um fator de controle e coletando resultados. Você pode – e deve – testar tudo, incluindo imagens, cópia de anúncio, layout, esquema de cores e chamadas para ação.
Procure os comentários dos clientes. Todo negócio bem sucedido de comércio eletrônico entende o valor dos comentários dos clientes. Ele habilita você a mudar seu foco, corrigir erros e capitalizar elementos já bem sucedidos. Após cada venda que você faz, você deve enviar um email de acompanhamento automatizado que solicita comentários breves sobre compras e experiência de compra.

Preste atenção na navegação.

Enquanto sites como o eBay fazem bem com muitos menus e painéis drop-down, você deve visar a navegação e layout simples. A menos que o cliente já esteja familiarizado com sua navegação, é sempre melhor ir o mais simples possível.
Não se esqueça dos usuários móveis. Finalmente, é fundamental que você evite alienar o segmento móvel do mercado (que está se tornando uma porcentagem cada vez maior do todo). Certifique-se de que seu site é responsivo e que nenhum recurso do seu site – incluindo o processo de pagamento – está comprometido quando eles são acessados ​​a partir de um smartphone ou tabela

Esperamos que tenha gostado de nossas dicas! Boas vendas!

Como escolher um consultor de e-commerce

Contratando um consultor de comércio eletrônico

Contratar um consultor qualificado e experiente é uma das melhores coisas que um proprietário de comércio eletrônico pode fazer para melhorar seus negócios, afinal, você criou seu negócio para ganhar dinheiro, não é mesmo ?. A venda de sucesso em linha tipicamente não acontece apenas colocando alguns itens para venda em um site. Existem muitos sistemas que precisam estar no lugar para que sua loja possa prosperar. Encontrar um consultor com conhecimentos em todos os aspectos do comércio eletrônico, como desenvolvimento de sites, gerenciamento de produtos e marketing, é importante para aproveitar ao máximo o relacionamento. Aqui estão alguns dos principais fatores a considerar:

Objetivos Compartilhados

Se você está enfrentando um problema em uma área específica do seu negócio, verifique se o seu consultor é experiente com a forma de resolver o problema. É bom lembre-se de ficar o mais flexível possível com a solução que eles fornecem. Você os contratou por seu conhecimento, então é melhor manter uma mente aberta.

Se você está procurando expandir sua empresa, certifique-se de que você e seu consultor estão na mesma página, no que diz respeito ao crescimento esperado e você terá a largura de banda para acomodar o novo crescimento.

Veja também: Empresa se destaca com criação de sites a preços acessíveis

O consultor deve “combinar” como estilo de sua empresa

Entreviste o consultor e certifique-se de ter uma experiência relevante para o seu tipo de negócio, seja vendendo B2B ou B2C. Se você está vendendo um produto sem marca, verifique se o consultor tem experiência de marca e certifique-se de que está na casa do leme. Por exemplo: se você tem um novo produto que os clientes ainda não procuram, é preciso um conjunto muito diferente de habilidades de marketing para desenvolver uma nova marca e ser eficaz. Certifique-se de considerar um consultor de marketing baseado em conta experiente se sua empresa for principalmente B2B também. O B2C lidará mais com a obtenção de suas linhas de produtos na frente do pacote, ampliando canais, engajamento, retenção e conversões. Se você não tem clientes procurando os produtos que você está tentando comercializar, é uma jornada muito diferente do cliente do que na demanda de produtos de marca. Certifique-se de escolher o seu consultor em conformidade.

Experiência

Você pode ter um problema específico com o qual você precisa de ajuda, e encontrar um consultor de comércio eletrônico com essa especialidade é fundamental para obter excelentes resultados. Encontrar um consultor experiente em mais de uma área pode ajudar a identificar outras questões que você não tenha pensado.

 

O noivado

Esteja preparado para participar do projeto junto com seu consultor. Mesmo os melhores consultores podem falhar se o cliente não estiver envolvido e ativo no processo. Designe um membro da equipe para ser uma ligação entre a empresa de consultoria e sua equipe. Uma vez que a voz de sua equipe faz a comunicação eficiente, clara e responsável. Aprenda tudo o que puder de seu consultor enquanto você os possui. Eles muitas vezes se tornam uma parte de longo prazo de sua equipe, especialmente quando eles fizeram milhões de dólares. Contudo; se você estiver usando-os a curto prazo, uma vez que eles se foram, será sobre você continuar com os procedimentos e o marketing que foi implementado.

Certifique-se de fornecer seu consultor com todas as informações que eles precisam rapidamente. Dê um feedback rápido para que os prazos possam ser atendidos. Dar o apoio adequado ao seu consultor vale bem o esforço para garantir que você obtenha os resultados desejados.

Preço

Os consultores têm a capacidade de fazer negócios com o seu negócio, mas quando você é um negócio novo ou em dificuldades, pode ser tentador tentar economizar taxas de consultoria. Resista ao desejo de procurar o consultor mais barato que você pode encontrar. Provavelmente vai acabar mal e então você não terá a capacidade de pagar por uma segunda pessoa para limpar a bagunça, o primeiro deixando para trás. Uma das nossas citações favoritas Judge Judy é “o barato vem caro”.

Pesquisa

Faça a sua diligência e certifique-se de que sua agência ou consultor de comércio eletrônico tenha uma experiência adequada para trabalhar com você. Existem muitos consultores de tipo de lucro falso que prometem o mundo e simplesmente não têm a experiência para obter os resultados que você está procurando. Verifique as referências e o que os outros estão falando sobre a agência que você decide antes de gastar um centavo.